Nome: Because This Is My First Life / This Life Is Our First / 이번 생은 처음이라

Episódios: 12

Sinopse: Nam Se-Hee (Lee Min-Ki) é um homem solteiro de 30 anos. Ele optou por não se casar. Ele é dono de sua casa, mas ele deve muito por sua hipoteca.

Yoon Ji-Ho (Jung So Min) é uma mulher solteira de 30 anos. Ela não tem a casa e inveja aqueles que o tem. Ela desistiu de namorar devido a sua carreira e dificuldade econômica.

Yoon Ji-Ho começa a viver na casa do Nam Se-Hee. Eles se tornam colegas de quarto.

 

Because This Is My First Life é um drama cativante, engraçado e reflexivo (PS: que ‘aquece o coração’ como eles dizem). Seu plot é bem comum para os dramas coreanos: dois protagonistas tendo que viver juntos e casamento por contrato. Mas em seu decorrer percebemos que a autora soube tratar bem o tema e fazer aquele ‘clichê diferente’ que amamos.

No primeiro capítulo conhecemos a nossa heroína Yoo Ji-Ho, uma mulher de 30 anos que deseja se tornar uma escritora de dramas coreanos de sucesso, mas que só o que tem conseguido ser é auxiliar de escritora (mais precisamente alguém que escreve as cenas de publicidade). Ela é uma pessoa muito inteligente e determinada que sofreu muito vindo de uma família extremamente patriarcal (algo comum no Coréia do Sul), mas tem duas amigas, Woo Soo-Ji e Yang Ho-Rang, que estão sempre ao seu lado. Ela mora com seu irmão, mas depois de um acontecimento acaba sem ter onde morar.

Também conhecemos nosso herói Nam Se-Hee, que em uma primeira impressão parece alguém sem emoções e difícil de se lidar. Ele está a procura de um colega de quarto, mas em todos os seus candidatos ele arranja um defeito. Seu amigo de longa data e CEO da empresa onde ele trabalha, Ma Sang-Goo, precisa que Se-Hee faça horas extras para terminar um projeto, mas Se-Hee impõe que só irá fazer se tiver um colega de quarto para alimentar a sua gata (sim, ele é estranho), então, Sang-Goo, pede a Sim Won-Seok (nota: ele é namorado de Ho-Rang, amiga de Ji-Ho) para arranjar um colega de quarto para Se-Hee. MAS, como nada é fácil nos dramas coreanos, Won-Seok acaba pensando que Se-Hee é uma mulher e indica Ji-Hoo para morar com Se-Hee. E é aí que a confusão começa!

Fiquei encantada por esse drama pela qualidade dos personagens e dos diálogos. O elenco foi muito bem escolhido, conseguindo passar todos os sentimentos dos personagens (uma menção honrosa para Lee Min-Ki que conseguiu passar a imagem de um personagem frio, mas ao mesmo tempo doce que só está tentando viver uma vida calma após seus traumas).

‘Because this is my first time’ teve no total três casais todos bem desenvolvidos e que demonstram várias fases de relacionamentos, temos dos que estão no começo construindo confiança aos que estão no final machucando um ao outro sem saber mais o que fazer. Admito que em várias cenas fiquei com suor nos olhos pensando “por que vocês estão se machucando tanto? Era tudo tão perfeito, o que aconteceu??” (lembrem de mim na cena do parque!!) ou “vocês se amam por quê estão longe um do outro aaa??”

O timing de comédia é muito bom. O drama sabe separar os momentos mais tensos dos momentos engraçados (amei todas cenas da empresa do CEO Sang-Goo, melhor equipe!!).

A obra também aborda vários assunto tabus que quase nunca são citados em dramas coreanos ou quando aparecem não são bem explorados. Mas neste caso todos esses assuntos foram muito bem abordados, conseguindo passar sentimentos como angústia, injustiça e etc. Essa escritora, Yoon Nan-Joong, já é conhecida por tratar assuntos que os dramas coreanos evitam, um recente trabalho seu foi Ho-Gu’s Love que trata de pautas como homossexualidade e mãe solteira.

Por fim, queria mencionar a maravilhosa OST do drama. Cada canção se encaixa perfeitamente com toda a proposta do drama e são colocadas em momentos certos para você sentir aquela dorzinha no coração e chorar ou sentir a doçura do momento (recomendo ver a tradução de ‘Marriage’ do Moon Moon, após ver o drama, e sentir o Se-Hee em forma de música).

E foi isso, espero que tenham gostado dessa resenha. Até a próxima, se kamisama quiser!!

(fiquem com a rainha desconstruídx suprema)
PS.: Sim, rola beijo de verdade, não só bitoquinha.
[spoiler] Não se preocupe o final não é uma m*rd*, só deixa saudade.